segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Jogo catequético: Estante Bíblica

Este jogo catequético é bastante eficaz para trabalhar a Bíblia.

O catequista precisará de:

•27 caixas de fósforo (se for trabalhar o Novo Testamento); ou 46 caixas de fósforo (se for trabalhar o Antigo Testamento), para os livros da Bíblia;
•Papelão ou isopor (para fazer a estante);
•Cartolina ou outro papel (para embrulhar as caixas de fósforo).


Primeiramento o catequista irá embrulhar as caixas de fósforo. Cada caixa representará um livro da Bíblia. Cada caixa deverá ter escrita nela o nome de um livro (como mostra a imagem). Deverá ser confeccionada também, uma pequena estante (papelão, isopor, ou outro material duro).

A turma será dividida em grupos. Cada grupo irá jogar desta maneira:

As caixinhas estarão todas misturadas. Na Bíblia, o grupo irá conferir a seqüência dos livros (na figura o jogo é voltado para o Novo Testamento). O grupo que organizar na estante o maior número de livros em um determinado tempo (30 segundos, 1 minuto, por exemplo) irá vencer o jogo.

Variação do jogo: Os livros podem ser escondidos pelo ambiente. Todos irão procurar por eles, e, a medida que os encontrarem irão na estante organiza-los, pondo-os em ordem (esta variação é bastante interessante, pois, os catequisandos fixarão bem o número de livros e a seqüência em que eles se organizam, pois, todos irão ajudar a organizar a estante).

O objetivo deste jogo é mostrar que a Bíblia é um conjunto de livros. Fazer relação da palavra Bíblia com seu significado “biblioteca”.

Jogo catequético: Pescaria

O catequista precisará de:

■Emborrachado ou isopor, ou papelão (para fazer os peixes)
Bambu ou pedaço de madeira (para a vara);
Envelopes;
Papel para elaborar as perguntas, respostas;
Material para a surpresa.
O catequista irá organizar as cartolinas como mostra a figura: A primeira será destinada às perguntas, a segunda às respostas e a terceira às surpresas. Cada cartolina terá a mesma quantidade de envelopes, cada um deles identificados como mostra a figura (letras, números ou cores).

O jogo será executado da seguinte maneira: O catequisando irá escolher um envelope na primeira cartolina. Dele, o catequista tirará uma pergunta. Após ser respondida pelo catequisando, o catequista irá conferir a resposta na segunda cartolina (com a identificação do envelope correspondente à primeira cartolina). Se a resposta estiver certa, do envelope da terceira cartolina correspondente às primeiras, o catequista pegará uma surpresa (bala, santinhos, orações, marcadores de página, etc) e entregará ao catequisando que acertou a pergunta .

Atividades

domingo, 26 de dezembro de 2010

Os Sacramentos

Os sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, por meio dos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis sob os quais os sacramentos são celebrados significam e realizam as graças próprias de cada sacramento. Produzem fruto naquele que os recebem com as disposições exigidas.
A Igreja celebra os sacramentos como comunidade sacerdotal estruturada pelo sacerdócio batismal e pelos ministros ordenados.
O Espírito Santo prepara para a recepção dos sacramentos por meio da Palavra de Deus e da fé que acolhe a Palavra nos corações bem dispostos. Então, os sacramentos fortalecem e exprimem a fé.
O fruto da vida sacramental é ao mesmo tempo pessoal e eclesial. Por um lado, este fruto é para cada fiel uma vida para Deus em Cristo Jesus; por outro, é a para a Igreja crescimento na caridade e em sua missão de testemunho."

Sacramento são gestos de Deus em nossa vida. Realizam aquilo que expressam simbolicamente. Os sacramentos são, por conseguinte:

Sinais sagrados, porque exprimem uma realidade sagrada, espiritual;
Sinais eficazes, porque, além de simbolizarem um certo efeito, produzem-no realmente;
Sinais da graça, porque transmitem dons diversos da graça divina;
Sinais da fé, não somente porque supõem a fé em quem os recebe, mas porque nutrem, robustecem e exprimem a sua fé;
Sinais da Igreja, porque foram confiados à Igreja, são celebrados na Igreja e em nome da Igreja, exprimem a vida da igreja, edificam a Igreja, tornam-se uma profissão de fé na Igreja.

Sacramento
Situação da vida
Tipo
O que acontece

Batismo
Nascemos para fé
Iniciação Cristã
Começamos a fazer parte da grande família que é a Igreja
Confirmação
Crescemos como Cristãos
Iniciação Cristã
Assumimos com mais maturidade o compromisso na Igreja
Eucaristia
Precisamos de alimentos para fé e a vida em comunidade
Iniciação Cristã
Recebemos o corpo de Cristo unidos a todos os irmãos
Penitência
Erramos e nos arrependemos
Cura
Recebemos o perdão de Deus na comunidade
Unção dos Enfermos
Somos atingidos pela doença
Cura
A graça de Deus e o caminho da Igreja ajudam o doente que sofre
Ordem
Alguém sente vocação de serviço total a Deus e ao irmão
Serviço
O Cristão se torna sacerdote a serviço da comunidade
Matrimônio
Homem e mulher se amam e querem se casar
Serviço
Os dois se comprometem a viver seu amor como cristãos de verdade

Os Sacramentos da Iniciação Cristã
Pelos sacramentos da iniciação cristã - Batismo, Confirmação e Eucaristia - são lançados os fundamentos de toda vida cristã. A participação na natureza divina, que os homens recebem como dom mediante a graça de Cristo, apresenta certa analogia com a origem, o desenvolvimento e a sustentação da vida natural. O fiéis, de fato, renascidos no Batismo, são fortalecidos pelo sacramento da Confirmação e, depois, nutridos com o alimento da vida eterna na Eucaristia. Assim, por efeito destes sacramentos da iniciação cristã, estão em condições de saborear cada vez mais os tesouros da vida divina e de progredir até alcançar a perfeição da caridade.

Os Sacramentos da Cura

Pelos sacramentos da iniciação cristã, o homem recebe a vida nova de Cristo. Ora, esta vida nós a trazemos "em vasos de argila" (2Cor 4, 7). Agora, ela ainda se encontra "escondida com Cristo em Deus" (Cl 3, 3). Estamos ainda em "nossa morada terrestre" (cf. 2Cor 5, 1), sujeitos ao sofrimento, à doença e à morte. Esta nova vida de filhos de Deus pode se tornar debilitada e até perdida pelo pecado.

O Senhor Jesus Cristo, médico de nossas almas e de nossos corpos, que remiu os pecados do paralítico e restitui-lhe a saúde do corpo (cf. Mc 2, 1-12), quis que sua Igreja continuasse, na força do Espírito Santo, sua obra de cura e de salvação, também junto de seus próprios membros. É esta a finalidade dos dois sacramentos de cura: o Sacramento da Penitência e o Sacramento da Unção dos Enfermos.

Os Sacramentos do Serviço da Comunhão
O Batismo, a Confirmação e a Eucaristia são os sacramentos da iniciação cristã. São a base da vocação comum de todos os discípulos de Cristo, vocação à santidade e à missão de evangelizar o mundo. Conferem as graças necessárias à vida segundo o Espírito nesta vida de peregrinos a caminho da Pátria.

Dois outros, o Sacramento da Ordem e o Sacramento do Matrimônio, estão ordenados à salvação de outrem. Se contribuem também para a salvação pessoal, isso acontece por meio do serviço aos outros. Conferem uma missão particular na Igreja e servem para a edificação do Povo de Deus.

Nesses sacramentos, os que já foram consagrados pelo Batismo e pala Confirmação para o sacerdócio comum de todos os fiéis podem receber consagrações específicas. Os que recebem o sacramento da Ordem são consagrados para ser, em nome de Cristo, pela palavra e pela graça de Deus, os pastores da Igreja.
Por sua vez, os esposos cristãos, para cumprir dignamente os deveres de seu estado, são fortalecidos e como que consagrados por um sacramento especial.

Jesus ensina a amar, perdoar e escolher

Como montar o joguinho dos Sacramentos!

Com todas as informações necessárias para que seu encontro sobre Sacramentos, seja complementada com este joguinho bem legal... Espero que gostem...
Então vamos lá!
Primeiro imprima este desenho.


Agora preste atenção em como dobrar e pronto! Já podes usar uma ferramenta bem diferente e interessante para ensinar seus pequenos a grande graça dos SACRAMENTOS.

Importante: Pegue uma folha de papel ofício e tente experimentar esta dobradura, antes de fazer na folha impressa dos Sacramentos. Assim você terá uma base para fazer a folha original, com o desenho sobre o tema.

Pegue uma folha de papel retangular.
Dobra a parte da folha para um dos lados, formando um triângulo.

Dobre o pedaço de folha que sobra do triângulo e corte.

Agora abras o triângulo e verás um quadrado perfeito.

Dobre a folha outra vez em triângulo, mas usando o outro canto.

Abre o papel: Repare que tens dois vincos na folha.

Dobra todos os cantos da folha até o meio, onde os vincos se cruzam.

Vira o papel ao contrário de forma que as partes dobradas fiquem viradas para baixo. Continues a ter vincos desenhados.

Volte a dobrar todos os cantinhos até ao meio, onde os vincos se cruzam.

Quando todos os cantinhos estiverem dobrados, a folha terá oito triângulos a vista.

Põe um pontinho de cor diferente a cada triângulo. (Exemplo)

Segura na folha virada para ti, dobra-a ao meio (para o lado) e volta a abrir.

Abre os cantinhos e faz um desenho em cada triângulo, que diga coisas bonitas, ou já faça o teste escrevendo o nome dos Sacramentos, (Como são 8 triângulos... Utilize um para escrever o número 7 ou escrever AMOR, por exemplo).
Vire outra vez ao contrário, põe os dedos dentro dos cantinhos e ajeita a folha para
ficar no formato correto do joguinho.

COMO JOGAR...
Junta e afasta os dedos para o lado e para frente para mover. Pede alguém para escolher um número e mova quantas vezes a pessoa pediu. No número em que acabares só ficam quatro triângulos a vista. A outra pessoa tem que escolher um.
Ex: Escolhi o número sete. Com os meus dedos eu faço a brincadeira de vai e vem parando no número escolhido.
Olho para os quatro triângulos e escolho por exemplo a palavra Eucaristia...
Na parte de trás deverá terá ter uma pequena explicação sobre o Sacramento.

Não esqueça que a brincadeira é apenas um complemento para o seu encontro, que deve ser rico em informações e falado com uma linguagem de acordo com a idade de cada criança na catequese.
Utilize um bom texto e tenha como base a Santa Escritura... Bíblia.

Como provar a existência dos sete sacramentos?


É um dogma, definido pelo Concílio de Trento, que existem os sacramentos e que são em número de sete.

São, pois, sete os sacramentos, nem mais, nem menos. A Igreja católica sempre ensinou e sempre ensinará que há sete sacramentos, porque assim recebeu o ensino dos Apóstolos, tanto pela Tradição, como pelo Evangelho, e assim o vai transmitindo aos séculos. Nunca houve discussão a este respeito na Igreja, embora não encontremos nos primeiros séculos a enumeração metódica que hoje empregamos na citação dos sacramentos.

Três argumentos temos às mãos para provar a tese dos sete sacramentos, e todos três são irrefutáveis:

- A crença dos séculos

- O bom-senso

- O Evangelho

A) Crença Secular

O primeiro argumento da crença popular desta verdade parece remontar ao século V, quando até mesmos os hereges, como os monofisitas e os nestorianos, aceitavam o número dos sete sacramentos. Em textos deles é explícito o número de sete sacramentos, recebidos da Igreja Romana.

b) O Bom-senso

É apenas argumento de conveniência, é certo, mas este argumento tem o seu valor pela analogia perfeita que estabelece entre as leis da vida natural e as leis da vida sobrenatural.

Santo tomas explica admiravelmente esta analogia. Os sete sacramentos reunidos são necessários e bastam para a vida, conservação e prosperidade espiritual, quer do corpo inteiro da Igreja, quer de cada membro em particular.

Os cinco primeiros são estabelecidos para o aperfeiçoamento pessoal, os dois últimos para o governo e a multiplicação da Igreja.

Na ordem natural, para o aperfeiçoamento pessoal, é preciso: 1o. nascer; 2o. fortificar-se; 3o. alimentar-se; 4o. curar-se na enfermidade; 5o. refazer-se nos achaques da velhice.

Para o aperfeiçoamento moral a humanidade carece de: 1o. Autoridade para governar, 2o. Propagação para perpetuar-se.

Tal é a ordem natural. Temos os mesmos elementos na ordem espiritual:

- 1o. O batismo é o nascimento da graça

- 2o. A crisma é o desenvolvimento da graça

- 3o. A eucaristia é o alimento da alma

- 4o. A penitência é a cura das fraquezas da alma

- 5o. A unção dos enfermos é o restabelecimento das forças espirituais

- 6o. A ordem gera a autoridade sacerdotal

- 7o. O matrimônio assegura a propagação dos católicos e das suas doutrinas.

Os sete sacramentos são, deste modo, como outros tantos socorros, dispostos ao longo do caminho da vida, para a infância, a juventude, a idade madura e a velhice; para as duas principais "carreiras" que se oferecem: sacerdócio e casamento.

Não se pode negar que a analogia é admirável e estabelece que deve haver sete sacramentos. Se houvesse menos, faltaria qualquer coisa; se houvesse mais, haveria um supérfluo; todas as necessidades estão preenchidas.

c) O Evangelho

Estarão expressos no Evangelho os sete sacramentos? Perfeitamente! O que o muitos não conseguem entender é que Jesus não citou o número de 7, mas citou os sacramentos.

Recados para os Pais




O plano de Deus


a) Para ler: Marcos 8, 27 - 30

b) Para conversar
1. O que os seres humanos estão fazendo aqui neste mundo?

2. Você julga uma pessoa útil? Pôr que?

3. Deus ama as pessoas inúteis e criminosas? Explique.

c) Para saber
Deus criou o universo todo e este mundo para que tivéssemos condições de existir. Por pior que seja uma pessoa, por mais inútil e criminosa, Deus sempre vai amá-la, sempre vai querer salvá-la e recuperá-la. Ele quis partilhar conosco a sua própria vida.

Para que não tivéssemos uma vida completamente independente dele, deixou-nos a tarefa de conseguir e partilhar com mais pessoas (nossos filhos e netos) os bens e os dons criados. Temos a capacidade da procriação e de deixar aqui na Terra outras pessoas que continuem a construí-la e a melhorá-la. Os animais fazem isso por instinto, mas nós fazemos isso dentro de uma união sólida, no casamento, que por isso mesmo é abençoada por Deus.

Depois de certo tempo trabalhando e lutando para transformar este mundo num paraíso, conhecendo e amando a Deus e ao próximo, ensinando isso aos demais, somos convidados a deixálo para que outros continuem o nosso trabalho e, conforme a escolha que fizemos, mudamo-nos para o Céu, onde Deus se mostra a nós com toda a sua glória e esplendor.

d) Para viver
Você precisa se conhecer. Procure saber se seus bisavós são brasileiros ou estrangeiros, onde seus pais nasceram, onde você nasceu, se teve algum trauma ou doença na infância. Procure saber como é que os outros vêem você. Nunca fique sentido ou nervoso quando alguém lhe aponta algum defeito, mas procure os detalhes e tente mudar, melhorar. Quem se conhece bem, nunca vai se assustar com os defeitos que os outros lhe apontam.

Peça a Deus que ilumine sua vida e sua mente, a fim de você reconhecer os próprios defeitos e poder corrigi-los. Isso é importante para que, pelo menos de sua parte, o Plano de Deus se realize.

e) Para fazer
Escreva um resumo de tudo o que você viveu de bom ou de ruim até o presente momento.

f) Para rezar
Rezar o Salmo 8, na Bíblia

Jogo da memória

Evangelho em pedaços

Objetivo: Estimular a procura e análise de passagens da Bíblia.

Participantes: 10 a 15 pessoas

Tempo Estimado: 15 minutos

Material: Papéis com pequenos trechos da Bíblia (partes de passagens) com indicação do livro, capítulo e versículos.

Descrição: Cada integrante recebe um trecho da Bíblia e procura compreendê-lo, entender qual a mensagem da passagem Bíblica. Como você pode trazer essa mensagem que você refletiu para o seu dia-a-dia. Para melhorar a compreensão do trecho, deve consultar a passagem completa na Bíblia. Em seguida, os integrantes devem ler o seu trecho e comentá-lo para o grupo. Ao final, é aberto o debato sobre os trechos selecionados e as mensagens por eles transmitidas.

Dinâmica


Palavra chave

Objetivo: Motivar o estudo bíblico e aprender localizar as citações Bíblicas.

Participantes: Indefinido.

Tempo Estimado: 10 a 15 minutos.

Material: Bíblia.

Descrição: Essa brincadeira segue uma certa lógica que será explicada para o grupo;

- A lógica é: Com a palavra chave na mão, deve-se com o auxílio da Bíblia, procurar um versículo que se enquadre com a palavra chave. Anotar esse versículo e a citação Bíblica.

- Exemplo: casamento: No terceiro dia, houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia, e a mãe de Jesus estava aí. (Jo 2, 1)

- Outras sugestões de palavras-chave:

- pedra, pedreira, pedregulho ("Tu és Pedro")

- pobre, pobreza ("bem aventurados os pobres...")

- oração, oratório, templo, culto ("Jesus se afastava da multidão para rezar")

- criança ("deixai vir a mim os pequeninos)

- mulher ("tua fé te salvou")

- semente ("se tu tiver fé do tamanho de um grão de mostarda,serás salvo")

- ouvido ("as minhas orelhas ouvem a tua voz")

Jogo da flor


Confeccionar uma flor com dez pétalas (mais ou menos), essas pétalas deverão ser separadas umas das outras com um círculo no meio para ser o miolo. No verso de cada pétala haverá um número de 1 a 10 e esse verso poderá ser feito de papel camurça para que se prenda ao flanelógrafo. O grupo será dividido em duas equipes e a cada uma será feita uma pergunta da lição dada, caso a equipe acerte, ela escolherá uma das pétalas e verificará quantos pontos obteve. No final se somarão os pontos para constatar a equipe vencedora.

Bingo cartelas

Bingo pedrinhas

Bingo Bíblico

Objetivo: Memorização e diversão

DESCRIÇÃO DA DINÂMICA:

Participantes: Todos os presentes no encontro, sendo que o catequista será quem irá sortear as pedrinhas.

Material: bingo pedrinhas e bingo cartelas (documento do word preparado)

Descrição:

- Primeiro passo: Recortar as pedrinhas do documento (bingo pedrinhas.doc)

- Segundo passo: Recortar as cartelas (cartelas.doc) obs.: pode-se criar outras cartelas conforme o número de participantes.

- Terceiro passo: distribuir as cartelas para cada pariticpante, se o número de participantes for muito grande, uma sugestão seria formar grupos, mas o interessante seria cada participante receber uma cartela.

- Quarto passo: começar o bingo da seguinte maneira:

O catequista sorteia a primeira pedrinha, por exemplo foi sorteado o número 15. A pergunta que se encontra na pedrinha 15 é: Quantos são os mandamentos da lei de Deus?

Então ao invés de falar o número da pedrinha, o catequista faz a pergunta: Quantos são os mandamentos da lei de Deus?

A criança, ou jovem responde: São DEZ.

Nesse momento o catequista pode anotar na lousa o número que foi sorteado: 15.

Repetir o processo até que alguem preencha toda a cartela.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Alguns Símbolos da Páscoa.

Cordeiro
O cordeiro é o símbolo mais antigo da Páscoa, relembra o sacrifício realizado pelos israelitas no primeiro dia da Páscoa, como símbolo da libertação do Egito. Os sacerdotes derramavam seu sangue junto ao altar e a carne era comida na ceia pascal. Hoje Jesus é o Cordeiro Pascal que deu a vida por nós, transformando-se em alimento na Eucaristia. João Batista, quando está junto ao rio Jordão em companhia de alguns discípulos e vê Jesus passando e diz:
"Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo 1, 29 e 36).

Ovo
Simboliza uma nova vida. Vida que está para nascer.
Os cristãos primitivos do oriente foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa simbolizando a ressurreição, o nascimento para uma nova vida.
A ressurreição de Jesus também indica o princípio de uma nova vida. O sepulcro de Jesus ocultava uma vida nova que irrompeu na noite pascal.
Ofertar ovos significa desejar que a vida se renove em nós.


Coelho
É o símbolo da fertilidade, são animais que reproduzem com facilidade e em quantidade. Representa, portanto, a capacidade da Igreja produzir novos discípulos e espalhar pelo mundo a mensagem de Cristo.


Pão e vinho
Na ceia do Senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor.
Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos para celebrar a vida eterna. Lembram que Jesus é o pão vivo e o vinho novo que sustentam nossa vida.


Peixe
Em grego, peixe é ICTUS, as iniciais de “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”.
Por isso, os primeiros cristãos usavam o peixe como símbolo de sua fé.


Círio Pascal
É uma vela grande e grossa que é acesa no fogo novo, no Sábado Santo, no início da celebração da Vigília Pascal. Faz-se a inscrição dos algarismos do ano em curso; depois se crava neste, cinco grãos de incenso que lembram as cinco chagas de Jesus e as letras "Alfa" e "Omega", primeira e última letra do alfabeto grego, que significa o princípio e o fim de todas as coisas.
A luz que é Jesus Cristo afugenta toda a treva do erro, da morte, do pecado. O círio é o símbolo do Cristo vivo, ressuscitado, a luz dos Povos.


Cruz
Jesus que morreu na cruz para nos salvar, deu à humanidade mais uma lição de humildade: sendo Filho de Deus, que tudo pode, ele morreu da forma mais humilhante que havia em seu tempo.


A cruz nos recorda o sofrimento e a ressurreição de Jesus Cristo.
A cruz é também o símbolo oficial do cristianismo.


Temos, então, um símbolo da Páscoa e um símbolo da fé católica, o sinal do cristão.

Vamos nos preparar para a Páscoa do Senhor.

Quaresma é o período de penitência e preparação para a Páscoa.
É a lembrança dos 40 dias e 40 noites que Cristo passou no deserto e também dos 40 anos que os judeus caminharam até chegarem à Terra Prometida.
O período da Quaresma corresponde aos quarenta dias anteriores à Semana Santa.
Começa na Quarta-feira de Cinzas e vai até o Domingo de Ramos.
O primeiro dia da quaresma chama-se Quarta-feira de Cinzas, por causa do rito em que se deposita um pouco de cinza na fronte dos cristãos. As cinzas com as quais o sacerdote nos unge à testa, significa penitência, tempo de luto, fragilidade humana. Essas ‘cinzas’ são resultado dos ramos secos usados no Domingo de Ramos do ano que passou, que foram guardados e depois incinerados. (Os ramos passam pelo fogo purificador, assim como nós temos que – com o fogo purificador de Deus - acabar com o nosso egoísmo, orgulho...).
Devemos ver a Quaresma como um tempo especial de retiro espiritual, tempo de voltarmos a Deus,
reaquecer a nossa fé, mudarmos de vida, superar as atitudes que não combinam com um cristão. As graças principais da Quaresma são: a conversão, a reconciliação e a partilha.
Viva com qualidade este tempo de caminhada!

Símbolos da Quaresma
São vários os símbolos e atitudes que acompanham esse tempo. Os mais importantes são:
• A COR ROXA, AS CINZAS E A CRUZ Lembram o caráter de penitência e conversão. O caráter sério da Quaresma se manifesta também no visual do espaço celebrativo, sóbrio e despojado.
• AUSÊNCIA DO GLORIA E CANTOS DE ALELUIA Neste período também se prepara a missa sem cantos que tragam a palavra "aleluia".
• AUSÊNCIA DO RITO DE LOUVOR Também é retirado das missas o canto de louvor (o Glória).
• O JEJUM O jejum e a abstinência de carne expressam a íntima relação existente entre os gestos externos de penitência, mudança de vida e conversão interior. Nos leva a dar mais atenção à Palavra de Deus e à população empobrecida que se encontra em permanente jejum.
• A CAMPANHA DA FRATERNIDADE Assumindo cada ano uma situação da realidade social, nos ajuda a viver concretamente a experiência da Páscoa de Jesus nas páscoas do povo; nos levando assim, a concretizar nosso esforço comunitário de conversão em gestos de solidariedade.

• Domingo de Ramos
O Domingo de Ramos dá início à Semana Santa. Nos lembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. A Igreja recorda os louvores da multidão que cobriu de ramos e mantos os caminhos para Jesus passar, dizendo: "Hosana ao Filho de David. Bendito o que vem em nome do Senhor". (Lc 19, 38 - MT 21, 9). Com ramos, durante a procissão, os cristãos de hoje manifestam sua fé em Jesus como Rei e Senhor.

• Quinta-feira Santa
Instituição da Eucaristia e Cerimônia do Lava-pés
A cerimônia do Lava-pés acontece na quinta-feira santa e recorda o gesto de Jesus de lavar os pés de seus discípulos e dizer: “Sede assim uns com os outros” – ou seja, devemos servir uns aos outros, com total humildade, gratuidade e amor.
Nessa mesma quinta-feira, a Igreja celebra a Ceia do Senhor. Nela, Jesus Cristo oferece a Deus-Pai o seu Corpo e Sangue na forma de Pão e Vinho, e os entrega aos Apóstolos para comer e beber. E manda que
ofereçam aos seus sucessores. É a Eucaristia.
Depois disso, Jesus vai ao Getsemani para orar e é preso e condenado.

• Sexta-feira Santa
Celebra-se a paixão e morte de Jesus Cristo. O silêncio, o jejum e a oração marcam este dia, mas não deve ser vivido em clima de luto, mas de profundo respeito diante da morte do Senhor que, morrendo, foi vitorioso e trouxe a salvação para todos, ressurgindo para a vida eterna.
Neste dia, não se celebra a Santa Missa.
Às 15:00 , hora que Jesus morreu, é celebrada a principal cerimônia do dia: a Paixão do Senhor
À noite há encenações da Paixão de Jesus Cristo com o Sermão do Descendimento da Cruz e em seguida a Procissão do Enterro, levando a imagem do Senhor morto.


• Sábado Santo
No Sábado Santo ou Sábado de Aleluia, a principal celebração é a "Vigília Pascal".
A Vigília Pascoal é a memória da noite santa da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
A Igreja mantém-se de vigília à espera da vitória do Senhor sobre a morte.
Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a benção do fogo novo e do círio pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a história da Salvação; a renovação das promessas do Batismo e, por fim, a liturgia Eucarística.

• Domingo de Páscoa
A palavra PÁSCOA vem do hebreu PESEACH e significa PASSAGEM. É celebrada pelos judeus desde o antigo testamento até hoje. A Páscoa dos judeus é a passagem do mar Vermelho, que ocorreu muitos anos antes de Cristo: Moisés conduziu o povo hebreu para fora do Egito, mas foram perseguidos pelos exércitos do faraó. Quando chegaram às margens do Mar Vermelho, guiado por Deus, Moisés levantou seu bastão e as ondas se abriram, formando duas paredes de água e um corredor enxuto. Então, o povo passou.
Jesus também festejava a Páscoa, pois era judeu. Foi por isso que Ele ceou com seus discípulos. Condenado à morte na cruz e sepultado, ressuscitou três dias após, num domingo, logo depois da Páscoa judaica. A ressurreição de Jesus Cristo é o ponto central e mais importante da fé cristã. Através da sua ressurreição, Jesus prova que a morte não é o fim e que Ele é, verdadeiramente, o Filho de Deus. Nossa Páscoa é a passagem da morte para a vida. O medo dos discípulos por causa da morte de Jesus na Sexta-Feira transforma-se em esperança e júbilo no Domingo da Páscoa.

Por que Campanha?

A Campanha da Fraternidade é um grande mutirão de evangelização e conscientização da Igreja Católica no Brasil, com o apoio de várias Igrejas cristãs.
Foi criada em 1962, é organizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e se desenvolve durante o período da Quaresma.
A cada ano é escolhido um tema para ajudar os cristãos e todas as pessoas de boa vontade a viverem a fraternidade e a solidariedade em compromissos concretos.

Vamos refletir:
De que CAMPANHAS você já participou?

Qual é o TEMA da CAMPANHA DA FRATERNIDADE desse ano?
Ano: ____TEMA: ____________________________

Qual é o LEMA da CAMPANHA DA FRATERNIDADE desse ano?
LEMA: ___________________________________

Qual é o OBJETIVO da CAMPANHA DA FRATERNIDADE desse ano?
OBJETIVO: _______________________________

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dízimo

Os primeiros Cristãos dividiam seus bens com os pobres da comunidade, Assim não havia necessitados entres eles.
Logo, o dízimo deverá ajudar a nos desapegarmos dos bens materiais para colocarmos em Deus a nossa confiança.
Tudo vem de Deus e a ele pertence. Daí o sentido da gratidão, que desencadeia a prosperidade.
O Dízimo é cuidado dentro da Igreja pela pastoral do Dízimo que é encarregado pela arrecadação, Prestação de contas e juntamente com o pároco de efetuar os pagamentos.
A prestação de contas, prestadas mensalmente, ajuda o aumentar o interesse porque todos podem saber o que entrou e como foi empregado o dinheiro; Com ele podemos pagar: Água, luz, velas, hóstias, vinhos, cursos de formação...
O fato de contribuir no dízimo mostra: Amor pela comunidade, vontade de ajudar e crescimento da comunidade.

Atividades:
Dividam - se em 2 grupos, respondam as tarefas em seu caderno da catequese e mostre aos seus colegas:
GRUPO 1: Qual é o fundamento do Dízimo – Ler Gênesis 1, 1 – 31.
- Achou na bíblia alguma ligação com o dízimo? Qual?
- De quem é o mundo é o tudo que nele contém?
- A quem foi entregue o mundo?
-Como podemos agradecer a Deus tudo o recebemos?
GRUPO 2: Era uma vez um homem rico – Ler Lucas 12, 13 – 21 e 18, 18 – 27.
- O que esta parábola no traz?
_ O apego ao dinheiro é bom ou ruim? Por que?
- Hoje as pessoas acumulam bens?
- Conhece alguma pessoa, que depois de rico deixou de ir a Igreja?
Atenção: Estas perguntas devem ser respondidas individualmente e em grupo no caderno dos catequizado

O nosso compromisso com Jesus

Durante a nossa caminhada aprendemos muitas coisas e conhecemos histórias e pessoas diferentes. Pessoas que se entregaram a Deus de tal forma, que talvez nunca tivéssemos ouvido ou pensado antes.
A Bíblia é o Livro que conta essa e a nossa história, ou seja, os encontros e desencontros do homem com Deus.
Vamos pensar: Será que a preparação e a realização da 1ª Eucaristia ajudou você a crescer na amizade com Deus? Você é um(a) amigo(a) de Deus, “de Verdade”?
Como pode demonstrar isso?
Nós podemos mostrar e viver a Religião, em todos os momentos de nossa vida, na só nos atos religiosos, na Igreja. Mas procurando melhorar a sua vida, os seus amigos, a sua casa e trabalhando junto com eles e com Jesus, você viverá a Religião.

De coração: Após a minha 1ª Eucaristia quero me comprometer a:

As minhas maiores lembranças destes encontros foram:

Termino esta apostila com a certeza de que:

E lembre-se sempre: “Depois da Primeira Eucaristia, não guarde a Religião numa gaveta e pegue-a sempre que necessitar de Deus. Mas use-a para transformar tudo o que pode e deseja junto com Deus”.
Deus te Ama!

Eucaristia

Na última Ceia que Jesus celebrou com os Apóstolos, na refeição da Páscoa, instituiu o Sacramento da Eucaristia.
Ele pegou o pão e o vinho, deu graças a Deus e disse: “ Isto é o meu Corpo que é dado por vocês. Este é o cálice do meu Sangue que será derramado para o perdão dos pecados”.
A Eucaristia acontece na Missa, na hora da Consagração. Ele se torna presente para o nosso alimento.
A hóstia se torna o Corpo de Cristo e o vinho o Seu Sangue.

Atividades
1 – Leia e copie as palavras que o Padre fala na hora da Consagração – 1º Coríntios 11, 23 – 25.
2 - Jesus se torna presente no pão e no vinho consagrados. Cremos nisto porque Jesus disse: Ler Jo 6, 53 -58.
Sem fé ninguém entende a Eucaristia. É por isso que o padre diz após a Consagração: Eis o ______________.

Por que Jesus se torna alimento?
Quando devemos comungar?
3 – Complete:
A _________________ acontece na Celebração da ________________.
No momento da___________ a hóstia se torna o verdadeiro _________ de Jesus e o vinho se torna o verdadeiro ____________ de Jesus.
Na Eucaristia Jesus está ___________.

Penitência

Muitas vezes vivemos no egoísmo deixando de acolher as pessoas e de levar uma palavra de carinho.
Quando vivemos no egoísmo, quando fazemos mal para alguém de propósito, estamos pecando.
Quando nos arrependemos de coração o que fazemos?
Confessar é pedir perdão a Deus e recebemos o Sacramento da Penitência, prometendo não tornar a pecar.
Pecado é dizer Não a Deus.
Devemos nos confessar por amor e nunca por medo. Fazer um exame de consciência e ter um arrependimento sincero para receber o perdão dos pecados, através do padre que nos absorve em nome e pelo poder de Deus, dizendo: “ Eu te absorvo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.
Ter coragem de voltar atrás e pedir perdão a Deus, Isto se chama CONVERSÃO.

Atividades
A parábola da Ovelha Perdida, em Lucas 15, 3 -10, nos ajuda a compreender:
1 – Como podemos voltar à comunidade, Voltar para Deus e para os irmãos?
2 - O que é pecado?
3 – O que é a confissão para você?
4 – Escreva o que temos que fazer para uma boa confissão:
5 - Leia Mateus 18, 21 -22, e escreva uma mensagem:
6 – Escreva uma oração pedindo perdão a Deus sobre as suas faltas:

Sacramentos

Jesus viveu como nós. Assim como em nossa vida diária há vários sinais, Jesus também nos deixou vários sinais que mostram o grande amor que Ele tem por nós.
Sacramento é um sinal visível da graça de Deus, que nos levam cada vez mais a ajudar aos nossos irmãos.
Por isso Jesus, participando dos acontecimentos da vida do povo, deu um sentindo de fé para um dos nossos gestos humanos.
Veja os sinais escolhidos por Cristo para serem, na Igreja, os sacramentos:
1- Batismo: Nos torna Cristão, filhos de Deus e participante da comunidade eclesial.
2- Eucaristia: nos alimenta com a vida de Jesus.
3- Crisma ou Confirmação: nos faz comprometidos com a Igreja e com a sociedade.
4- Penitência ou Confissão: Chama se Assim porque consagra um esforço pessoal de arrependimento do cristão pecador. A declaração da confissão é feita por um sacerdote que é o elemento principal desse sacramento.
5- Matrimônio: Através do casamento, Deus concede ao casal a força para segui-lo levando a cruz, levantando-se e perdoando-se mutuamente, carregar o fardo um do outro, prometendo ser fiel nas alegrias e tristezas, amando–se e respeitando-se por toda a vida. Se tornam uma só carne (Mt.19, 6) para educarem os filhos na doutrina e fé da igreja.
6- Ordem: Pela ordenação a pessoa é habilitada a agir como representante de Cristo. Acontece geralmente com os Padres e Bispos.
7- Unção dos Enfermos: nos dá alívio espiritual e físico quando estamos doentes.
Pelos Sacramentos, Jesus que nos dar mais vida!

Atividades
1 – Procure e leia as passagens bíblicas, identifique - os e escreva os símbolos de cada Sacramento:
a - Mt 28, 19.
símbolo:
b - Jo 20, 23.
Símbolo:
c - Jo 6, 56.
Símbolo:
d - At 8, 17.
Símbolo:
e - Mc 10, 9.
Símbolo:
f - Lc 22, 19.
Símbolo:
g - Tg 5, 14-15.
Símbolo:

A Santíssima Trindade: O pai, O Filho e o Espírito Santo

Deus sempre existiu.
E nós cremos que há só Deus em três pessoas diferentes: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
O Pai é Deus. Ele nos criou e nos deu a vida porque nos ama.
O filho é Jesus Cristo, é Deus. Ele nasceu da Virgem ________________ e nos ensinou o amor do Pai.
O Espírito Santo é Deus. Ele dá força para caminharmos sempre em direção do bem.
Nós somos batizados em nome das três Pessoas Divinas e diferentes, Mas é um só Deus.
Este é o mistério da Santíssima Trindade.

Atividades
1 – Complete:
a- Quando fazemos o Sinal da Santa Cruz, lembramos das três Pessoa da Santíssima Trindade: o _________, o ____________ e o ________.
2 – No início da Missa nos saudamos, Lembrando as três Pessoas da Santíssima Trindade.
O Padre diz:” A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco”.
E nós respondemos:
3 – Leia Mateus 3, 13 -17 e responda:
Onde estavam presente as três Pessoa da Santíssima Trindade?
4 – Escreva quem sou?
a – Crio as coisas maravilhosas que devemos respeitar.
b- Nos ilumina, nos orienta nas dificuldades e nos faz andar no bom caminho.
c- Morreu por nosso amor e nos ensina a perdoa.

O Espírito Santo

Jesus falou aos Apóstolos que o Espírito Santo irá ensinar – lhes todas as coisas.
O espírito Santo é a Terceira casa da Santíssima Trindade e possui a mesma natureza divina como o Pai e o Filho Jesus.
Sendo assim, o Espírito Santo é:
Onipotente: porque pode tudo.
Onisciente: porque sabe tudo.
Onipresente: porque está em todo lugar.
Ele é como o vento, não sobra em um único lugar, mas também nos corações de todas as pessoas de boa vontade que procuram a verdade.
O primeiro presente do Pai com Cristo ressuscitado é o Espírito Santo.
“O Espírito Santo nos torna capazes de amar”.

Atividades
1 - Vamos conhecer melhor como o Espírito Santo age? Leia os trechos bíblicos abaixo, com o seu catequista e escreva o que entendeu:
a – O Espírito Santo nos fala – Atos 1, 16.
b- O Espírito Santo nos ensina – Jo 14, 26.
c- O Espírito Santo nos ajuda – Rm 8, 26-27. d – O Espírito Santo nos orienta – Atos 16, 6-7.
2 – Ler o trecho da 1ª Carta de São Paulo aos Coríntios 3, 16 e comentar: O que quer dizer:”ser tempo de Deus?”
3 – O espírito Santo apareceu, forma visível aos Apóstolos com Maria, mãe de Jesus, no Cenáculo: At 2, 1 - 4.
Leia o trecho que aparece essa afirmação e desenhe o símbolo do Espírito Santo.
4 - Vamos nos dividir em grupo com 4 pessoas e seguir o que se pede:
a - Em pé, vamos nos dar as mãos.
b -Vamos fechar os olhos e rezar a oração do Espírito Santo.
c- Permanecendo do mesmo jeito, converse com Jesus. (Não tenha pressa, deixe o Espírito Santo te guiar.).
Enquanto você conversa com Jesus, nada melhor que uma boa musica instrumental, não é catequista!
Escreva o que você sentiu:
O que você achou da experiência?
“Que a paz esteja com vocês”.

Ressurreição de Jesus: Ele está Vivo.

Após o Terceiro dia, Na manhã do Domingo de Páscoa, Jesus ressuscitou Glorioso.
Quando Maria Madalena foi ao tumulo de Jesus, ao amanhecer, um anjo do Senhor desceu do céu e lhe contou que Jesus havia ressuscitado e não estava mais no túmulo.
A Ressurreição quer dizer tornar a viver, no caso de Jesus é não morrer mais.
Tomé duvidou da Ressurreição de Jesus. Mas quando viu Jesus e as chagas de suas mãos, ele acreditou e disse:”Meu Deus e meu Deus”.
Jesus ficou no meio deles e disse:” A paz esteja com Vocês”.

Atividade
1 – Observe a figura abaixo:
Escreva o que você está sentindo neste instante, o que o coração está sentindo:
2 – Pesquise com seus pais como podemos transformar a situação de morte(a fome, o desemprego, as doenças...) em situações de vida( as alegrias, a saúde, o alimento...) e escreva as respostas:
3 – Dividam – se em 3 grupos e pesquise o significado de cada símbolo da Páscoa:
O 1º é o Círio Pascoal: è uma grande vela acesa no sábado de Aleluia.
O 2º O Coelho e o 3º o Ovo.
Amostre aos seus amigos em uma pequena apresentação.

Julgamento e Morte de Jesus

Após a ceia com os Apóstolos, Jesus foi amarrado, empurrado e levado até os tribunais. Ali foi torturado, açoitado e coroado de espinhos.
Depois, arrastou pela cidade até o monte Calvário, uma grande cruz sobre seus ombros.
Levado pelo medo e interesses políticos Pôncio Pilatos, embora convencido da inocência de Jesus, condenou – O à morte por crucificação, a pena mais pesada da época de Jesus, onde, era condenadas as pessoas que cometeram os crimes mais severos.
Quando olhamos a cruz, perguntamos: Por que tanto sofrimento?
Desde a criação, quando o homem desobedeceu a Deus, o mal entrou no mundo e todo o sofrimento, que acontece no mundo, vem do mal. O mal é a falta de Deus em nossas vidas.
Deus pai nos amou tanto, que mandou o seu filho para nos livrar do mal, do pecado. E Jesus disse:”A maior prova de Amor é dar a vida por seus irmãos.”

Atividade
1 – Responda:
a – Quem traiu Jesus? O que ele era de Jesus?
b – Quem condenou Jesus? Por que?
c – O que quer dizer a palavra “crucificado”?
2 – Leia na Bíblia os textos abaixo e responda as questões:
a – João 19, 19. O que Pilatos mandou escrever na cruz de Jesus?
b – Lucas 23, 39 – 43. Por que Jesus perdoou e disse ao bom ladrão que estaria, naquele dia, com Ele no Paraíso?
3 - Pesquise e escreva nomes de algumas pessoas que sofreram ou sofrem para livrar outras pessoas do mal, das drogas, da violência, etc.
Agora, escreva uma oração bem bonita colocando todas essas pessoas na proteção de Jesus e Maria para Ajuda –las:
4 – Sabemos que o sofrimento atinge várias pessoas. Até as crianças sofrem. Pensando nesta afirmação, responda: Por que Jesus gosta das crianças?
5 – Veja a Figura abaixo e responda:
a – Quantas pessoas estavam sendo condenadas junto com Jesus?
b – Quem eram essas pessoas?
c - Entre os dois havia algum certo com relação a Jesus? Qual era?
d – Quem era Jesus, dos três acima? Circule O.
e – Quais foram as dores que Jesus passou?

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

. A ceia de Jesus

No Antigo Testamento, a festa da Páscoa era um grande acontecimento para os judeus. Todos os anos eles se reunião para comemorar a libertação do Egito.
Jesus foi também acompanhado dos Apóstolos. Jesus sabia que muita gente não gostava dele e que seus inimigos queriam matá – lo. Jesus então, reuniu os Apóstolos, para junto deles fazer a ceia.
Esta ceia foi uma celebração muito bonita e significativa: Jesus se torna Alimento para todos nós.
Jesus muda o pão em seu próprio Corpo e o vinho em seu sangue. Foi a forma que Jesus encontro para estar sempre conosco. Por isso Ele é alimento para nossa Vida.
Jesus celebra nessa ceia a Nova Páscoa, ou seja, uma nova Aliança: uma Aliança eterna, feita para sempre e para toda a humanidade.
Na Nova Aliança, celebramos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, que foi selada com o Sangue de Jesus.
Jesus deixa para todos um novo mandamento:
”Amai –vos uns aos outros como eu vos tenho Amado”.

Atividades
1 – Complete:
a – Os judeus se reuniam todos os anos, para comemorar a ______________do ______________________________. Eles tiveram na saída do Egito com ___________________________.
b - Este acontecimento está escrito no __________________________ Testamento.
c – Jesus foi acompanhado dos _______________________________, onde realizou uma ______________________, se tornando _______________________
para todos nós.
d – O pão mudado para Corpo de Jesus e o vinho para o seu Sangue é a __________ ___________________________.

2 – Procure na Bíblia os textos abaixo escreva as Alianças de Deus com seu povo:
Gn 9, 17.
Foi feita com:
Ex. 19, 1 – 4.
Feita com:

Lv 26, 12.
Feita com:

3 – Responda:
a – Por que Jesus se torna alimento?
b – O que Jesus celebra na Santa ceia?
c- Com quem Jesus se reúne para ceia?
d – Na Nova Aliança, celebramos o que
e – Com que foi selada a Nova Aliança?
f - Qual foi o Mandamento deixado por Jesus?
g – Com toda sinceridade, é fácil cumprir esse mandamento?
h- Por que?

Jesus nos ensina a perdoar.

Vamos conhecer uma nova parábola?
Ler Lucas 15, 11 -32.
Pensemos juntos: por que será que Jesus contou esta parábola para os seus amigos?
Aquele que se afasta de Deus comete muitos pecados.
Para recebemos o perdão de vemos está arrependidos.
Deus nos ama, por isso Ele é Misericordioso.
Quando fazemos algo errado devemos pedir perdão a Deus.
Deus é bom por isso perdoa os seus filhos.
Quem ama perdoa. Devemos perdoa sempre

Atividades
1 – Pense e responda com sinceridade:
a – Conte uma experiência que você já viveu de afastamento de Deus.
b – Como você se aproximou de Deus novamente e com se sentiu?
c- Você ofendeu alguém essa semana? Quem? Você já pediu perdão a ela?
d – Alguém te ofendeu essa semana? Quem? Você tentou conversar com ela novamente, depois do ocorrido?
2 – Encontre na Bíblia Mt 18, 22 escreva o que você leu:
O que Jesus quer dizer com frase?

Jesus nos fala por meio de Histórias

Hoje vamos iniciar o nosso encontro de forma diferente: Procure na Bíblia, o texto de Lucas 8, 4 -15.
Neste texto vimos uma pequena __________________________________.
Essa história se chama “Parábolas”.
Contando as “parábolas”, Jesus levou as pessoas a viverem os acontecimentos do dia – a – dia de modo diferente.
Nestas histórias, Jesus fazia comparações com os problemas das pessoas, da comunidade e da sociedade para todos os seus discípulos compreendesse o bem o que Ele desejava ensinar para mudar todos esses problemas.
Com as parábolas, Jesus queria ensinar que o Reino de Deus está dentro de nós, através de nossas atitudes de amor a Deus e ao próximo.

Atividades
1 – O que quer dizer Parábolas? Explique o que você entendeu.
2 – Vamos nos dividir em dois grupos diferentes:
• O primeiro ler Lucas 10, 25 – 37 a parábola do Bom Samaritano.
• O segundo ler Lucas 15, 4 – 7 a parábola do Bom Pastor.

Agora vamos encenar!

Depois da encenação das histórias com os seus amigos, responda:

Qual foi a história que você mais gostou?
O que você entendeu?
3 – O que você vai fazer para ajudar a construir o Reino de Deus, hoje, de acordo com as parábolas?

As Bem Aventuranças

O que te faz feliz por algum tempo?
O que te faz feliz sempre?
Pense e responda para todos em voz alta.
A felicidade está em viver os verdadeiros valores da vida.
Em seus ensinamentos, Jesus mexeu com a maneira de ver agir, e de viver das pessoas.
O que Jesus disse ser um grande valor? Vamos descobrir?
Jesus mostrou que as verdadeiras riquezas não estão na riqueza, no poder, nos bens passageiros e nem em satisfazer a nós mesmos.
No “Sermão da Montanha” Jesus elogia e diz que são bem – aventurados, isto quer dizer “felizes”: Os pobres, aqueles que agora têm fome, aqueles que agora choram, aqueles que sobrem por cousa das coisas de Deus... prometendo o céu como recompensa.

Atividade
1 – Leia Mateus 5, 1 -13 e complete as atividades:
a – Qual foi o monte que aconteceu o Sermão?
b – Com as suas palavras o quer dizer Bem Aventurados?
c – Para você o que é o Reino de Deus?
d – Qual é o significado de Misericórdia?
e - Por que os limpos de coração verão a Deus, na sua opinião?
f – Escreva a bem aventurança que você mais gostou e explique porquê:

Os milagres de Jesus

Jesus vivia juntamente com os apóstolos, no meio do povo.
Jesus pregava o Reino de Deus, preocupando – se com o bem do povo.
Recebia a todos o que procuravam, como seus amigos, principalmente: os necessitados, os pobres, os doentes e os injustiçados. Atendia e rezava a Deus por todos eles.
Assim, Jesus foi formando uma grande família, a sua comunidade, que seguia e ajudava a Jesus a pregar e a falar do amor de Deus Pai.
Jesus, em sua vida aqui na terra, nos deu exemplo de muita confiança e fé em Deus. Através dos milagres, Jesus mostrou a todos que Deus é Misericordioso.
Vamos conhecer o primeiro Milagre de Jesus. Ler João 2, 1 -12. (Após a leitura se desejar, fazer uma pequena encenação).
Como já vimos em capítulos anteriores, qual é o evangelista que fala somente dos Milagres de Jesus __________________.

Atividades
1 – Em grupo, pesquise o significado de Milagre.
Escreva o resultado do grupo:
2 – Segundo o Evangelista João, quantos foram os Milagres de Jesus? E como eram chamados por ele?
3 – Conte com suas palavras um dos Milagres de Jesus:
Textos Bíblicos dos Milagres de Jesus:
• Jo 4, 46B – 54
• Lc 5, 17 – 26
• Mt 9, 18 – 34

Os Discípulos de Jesus

Jesus queria o bem do povo e desejou que essa missão durasse para sempre, que não terminasse nunca.
Formo um grupo de para trabalhar com Ele. Esse grupo foi chamado de “Grupo dos Doze Apóstolos”.
Os Apóstolos foram amigos e os auxiliares de Jesus.
Apóstolos quer dizer “Enviados”. Este foi o 1º grupo enviado por Jesus para levar a mensagem de amor e salvação a todos os povos e assim, até hoje, continuar a sua missão aqui na terra.
Os Dozes Apóstolos de Jesus são: Simão Pedro, Tiago, André, João, Felipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Simão, Judas, Tiago ( Filho de Alfeu) e Judas Iscariotes (Substituído por _________________________). Atos 1,26
Além dos Apóstolos, Jesus também nos escolheu para sermos do seu grupo e para dizer todas as pessoas que Deus nos ama.

Atividades
1 – Responda com suas palavras:
a – O que quer dizer “Enviados”?
b – Você é também um apóstolo de Jesus? Por que?
c- Você pode ajudar a melhorar o mundo? Como?
d - Qual é o principal ensinamento de Jesus?
e – Por que Jesus formou o grupo dos Doze Apóstolos?
2 – Encontre na Bíblia Lucas 6, 12 - 16 e escreva a ordem que foi chamado os Apóstolos por Jesus:
3 - Lendo ainda o mesmo trecho da Bíblia. Escreva o nome do Apóstolo que traiu Jesus?

Leia com Atenção!
O Chamado
O chamado é gratuito; Não custa.
Ao acolhê–lo devemos ter decisão e compromisso.
Quem quer deve está disposto a mudar de vida e crer na Boa Nova.
O chamado é como um novo começo!
Com amor, pense e responda:
• Para você o que é o chamado?
• Você se acha pronto para atender ao chamado de Jesus, assim como os Apóstolos? Por que?
• Leia Mateus 13, 44 – 46 e escreva o que você entendeu?

Batismo de Jesus

Jesus foi batizado no Rio Jordão por João Batista.
Nesse batismo, Deus Pai disse a todas as pessoas que lá estavam presentes: “Este é o meu filho amado”.
O Batismo é sinal de graça de Deus que age dentro de nós.
O batismo nos leva a ter uma nova vida, como filhos de Deus muito amados.
Tendo recebido o Batismo, Jesus fez o seu programa de vida: Ser amigo de todas as pessoas principalmente os pobres e os doentes.
Assim, como Jesus, nós também, por causa do nosso Batismo, devemos nos comprometer em amar a Deus e em ajudar as pessoas, principalmente os pobres e oprimidos.
Por causa deste seu programa, Jesus é chamado de “Libertador” e “Salvador do Mundo”.

Atividades.
1 – Vamos ler Lucas 3, 21-22 e depois responda:
- Em que forma apareceu o Espírito Santo?
- Qual foi a frase que Deus Pai disse no momento do Batismo de Jesus?
2 – Conforme o Evangelho de Lucas, 4, 18-19 a missão de Jesus é?
3 – Na época de Jesus era costume o Batismo por imersão, ou seja, as pessoas eram mergulhadas na água. Hoje, o significado do Batismo é o mesmo. Só a forma é diferente. Qual é a forma?
4 – O Batismo nos leva a Nova Vida? Por que?
5 - Depois de ter recebido o Batismo, Para onde foi Jesus? Quanto tempo ficou? O que aconteceu neste lugar?
6 – Agradecer a Deus pelo nosso Batismo e pedir para que Ele mostre qual é a nossa missão como verdadeiros cristãos.
E a nossa missão como batizados é?
7 – Para entendermos melhor o batismo, Vamos juntamente com o catequista preparar uma celebração do Batismo. Antes de começarmos, conheceremos melhor os símbolos usados na celebração e seus significados.
- a vela acesa:
- a roupa branca:
- a água:
- o óleo:
Agora capriche na celebração!
8 – Depois desse momento tão especial, responda:
A minha ação concreta para seguir Jesus é:

Nascimento e infância de Jesus

O povo hebreu vivia na esperança da vinda do Messias, pregada e preparada pelo profeta João Batista.
Como Ele será, pensavam: Um rei, um general um doutor, um rico ou poderoso?
Mas Jesus nasce pobrezinho, e seu berço é uma manjedoura, lugar onde come os animais, na pequena cidade de Belém, na Judéia.
Por que será que Deus permitiu que seu filho nascesse assim?
Ele quis nos ensinar que a maior riqueza é a simplicidade e a grandeza de nosso coração; a generosidade de nossas ações e a boa vontade e o amor pelo próximo.
José e Maria levaram Jesus a Jerusalém para O Oferecerem a Deus, no tempo, e depois voltaram para a cidade de Nazaré.
Jesus foi uma criança como tantas outras crianças: alegre, feliz, amado e respeitando aos seus pais. Preocupava – se com as tristezas e com as crianças de seu povo.


Aprendeu a ler e a escrever. Gostava de ir à sinagoga (Igreja dos Judeus). Ouvia e seguia os ensinamentos de Maria, sua mãe. Aprendeu a trabalhar carpinteiro e ajudava seu pai, José.
Como homem, Jesus agradecia a Deus todas as coisas criadas.
Com 12 anos Jesus sabia que tinha uma Missão a cumprir.
Jesus nasceu para nós! Vamos adorá – lo e glorificá - lo, aceitando a mensagem de amor e esperança que Ele nos traz.

Atividades
1 – Leia Lc 2, 1- 20 e escreva o que você entendeu:
2 – Leia Mt 2, 1 – 12 e complete:
O _____________ simbolizando Glória (Rei), o _______ simbolizando louvor ( Profeta) e a _____________ simbolizando o sacrifício ( Sacerdote).
3 – Pesquise os símbolos abaixo, escreva o seu significado e desenhe-o ilustrando.
Anjos:
Velas:
Estrelas:
Sinos:
Árvore:
Presépio:
Papai Noel:
Bolas Coloridas:

Desenho dos símbolos.

3 – Responda:
a – Como foi a infância de Jesus?
b – E como é a nossa infância, hoje?
Por que Jesus era chamado de Nazareno se Ele nasceu em Belém?
4 – Procure na bíblia: Lc 2, 42 -50 e descubra qual era a missão de Jesus:
5 – Escreva o que você vai fazer para cumprir a sua missão de caminhada cristã:
6 – Escreva uma oração, pedindo a Jesus que faça as crianças serem como Ele foi: Feliz e bom:

Os Evangelistas – O Novo Testamento

Os quatros Evangelistas, seus temas e capítulos:
• MATEUS (Mt) – Jesus Mestre da justiça.
O mais detalhado tem 28 capítulos.
• MARCOS (Mc) – Quem é Jesus?
O menor, apenas 16 capítulos.
• LUCAS (Lc) – Com Jesus nasce uma nova história.
O que narra as primeiras catequeses tem 24 capítulos.
• JOÃO (Jo) – O caminho da vida.
O diferente, com 21 capítulos.

Conheças – os melhor:

MATEUS: Vê Jesus como o Messias que realiza todas as promessas feitas no Antigo Testamento.
Apresenta Jesus como Mestre que veio realizar a justiça.Através da palavra e ação, Jesus vai educando a comunidade cristã para a prática dessa justiça, isto é, vai ensinando como se deve realizar concretamente à vontade de Deus.
MARCOS: Relata as atividades de Jesus.
Deixa que as pessoas por si mesmo cheguem à conclusão de que Jesus é o MESSIAS.
E apenas o começo da boa notícia.
LUCAS: Apresenta o caminho de Jesus: A SALVAÇÃO.
Inicia – se o processo de libertação na história, ou seja, uma nova história.
JOÃO: Ao contrário dos outros três, João conta apenas os 07 milagres que são chamados de SINAIS.
Alguns discursos, sempre com os mesmos temas chaves.
Mostra a importância do amor.

• CURIOSIDADES:
De Abraão a Davi são formadas: 14 Gerações;
De Davi até o exílio das Babilônias mais 14 Gerações;
Do exílio da Babilônia até o Messias mais 14 Gerações.

Revisão

1 – Correlacione:
a) Orações
b) Terço
c) A igreja
d) A igreja Missionária
e) A Missa
f) A Bíblia
g) As maravilhas de Deus
h) Filhos de Deus
i) Abraão
j) Moisés
k) Juízes
l) Reis
m) Profetas
n) Maria
o) João Batista

( ) Assim chamado, porque batizava as pessoas.
( ) Sou a serva do Senhor, faça em mim conforme a sua vontade.
( ) Foram Saul, Davi e Salomão.
( ) Líderes que conduzem o povo.
( ) Pessoas de Deus que defendem a verdade.
( ) Nos faz ficar mais perto de Deus: Conversando com Ele.
( ) Deus criou um mundo cheio de coisas lindas
( ) É a palavra de Deus, vem do grego quer dizer Biblioteca.
( ) Adão e Eva: Os primeiros habitantes da terra que comeram do fruto proibido.
( ) Fortifica a nossa fé, pode ser rezada em qualquer lugar e momento.
( ) É a reunião da família para louvar e agradecer a Deus.
( ) São todos nós que temos a mesma fé.
( ) É aquela que leva a palavra de Deus a todas as pessoas.
( )O libertador do povo de Deus.
( ) O Amigo de Deus e fez tudo o que ele pediu.

2 – Questionário:
a) Qual é a diferença entre Rezar e Orar?
b) Por que o Terço é importante?
c) Qual é o objetivo das Pragas?
d) Quantas são e quais são as Pragas?
e) Por quem foi libertado o povo Hebreu? Para onde iriam?
f) Qual é o nome do monte que pararam depois de três meses?
g) O que aconteceu nesse lugar?
h) O que são as Leis de Deus?
i) Quantos são as Leis de Deus?
j) Quais são as Leis de Deus? Explique – as com suas palavras.
Capriche!
Suas respostas.

João Batista

Era filho de Zacarias e Isabel.Deus envia para esse casal João Batista, que vem preparar a vinda do Messias.
Quando João ficou jovem retirou – se para o deserto, onde anunciou a vinda do Messias.
Alimentava – se de mel silvestre e vestia – se com a pele de camelos e outros
produtos pobres daquela região. Levava uma vida de grande autenticidade, não suportava hipocrisia e fingimento.
Suas palavras eram exigentes e fortes.
Para o povo em geral, João aconselhava a prática da fraternidade. E para os cobradores de impostos e soldados aconselhava a prática da justiça.
João convidava as pessoas para arrependerem – se dos seus pecados. Batizava as pessoas para que ficassem com o coração purificado para a vinda de Jesus.
João Batista, assim chamado porque batizava as pessoas, era um profeta. Foi o ultimo profeta do Antigo testamento, escolhido por Deus.
Um dia Herodes, o chefe da região, mandou o matar porque sua pregação incomodava a ele e as pessoas que viviam em desacordo com a lei de Deus. Morreu decapitado pela coragem em pregar a mensagem de Jesus: justiça e a fraternidade.
João Batista deu exemplo de como as coisas precisam ser mudadas.

Atividades
1 – Complete:
a – João era filho de
b – Preparava a vinda do
c- Possuía palavras
d – Alimentava – se de _____________ e vestia – se de ____________ e outros produtos pobres daquela __________.
e – Não suportava_______
2 – Responda:
a- O que João aconselhava ao povo em Geral? E aos cobradores de impostos e soldados?
b – Para que João convidava as pessoas?
c – Por que o nome João Batista?
d- Quem mandou matar João Batista? Por que?
e – Como morreu João Batista?
3 – Marque um X na resposta correta:
a- João Batista era um:
( ) Profeta ( ) Juiz
b – João deu exemplo de como as coisas:
( ) Precisam se mudadas ( ) Já são mudadas
c- João Batista é mais velho que Jesus:
( ) 03 meses ( ) 06 meses
4 – Procure na Bíblia Lc 1, 76 e escreva:

Maria

Era filha de Joaquim e Ana e pertencia a uma família simples.
Era mulher forte que conheceu de perto o sofrimento e a pobreza. Bondosa, humilde e trabalhadeira e que preocupava em viver a Aliança com Deus.Seguia e observava os Dez Mandamentos.
Vivia sempre se preocupando em ajudar todas as pessoas
Era noiva de um homem chamado José.
Vamos conhecer melhor essa história?

Vamos ler Lucas 1, 26 - 56

Maria disse SIM porque sabia que quando uma pessoa diz SIM a Deus, deve dizer SIM ao irmão necessitado.
Foi isso que fez ao saber que sua prima Isabel também precisava de ajuda.
Maria ficou com Isabel cerca de 3 meses e depois voltou para casa.
Sua responsabilidade era grande: única criatura que ao mesmo tempo é filha – esposa – mãe de Deus.

Atividades
1 – Através do texto bíblico que lemos, responda:
a – Como se chama o Anjo que falou com Maria?
b – O que Ele disse?
c – Como aconteceu isso?
d – O que respondeu Maia ao Anjo?
e – Como se chamará o menino?
f – Quando o povo viu a barriga de Maria, o que fizeram?
g – José acreditou em Maria? O que ele fez?
h - O que aconteceu com José quando ele dormia? O que disse ?
i – O que fez José?
j – O que disse sua prima Isabel ao ver Maria?
h – Como se chamaria o filho de Isabel e Zacarias?
i – Quantos anos tinha Isabel em sua gravidez?
2 – Maria é nossa Senhora que nós invocamos com diversos títulos.
Exemplo: Nossa senhora da Boa Viagem, porque protege todos os viajantes.
Cite Alguns títulos dados a Maria que você conhece e tem devoção:

Os Profetas

Os profetas eram homens escolhidos por Deus para transmitirem suas mensagens ao povo da época, ou seja, para falar em nome do Senhor.
Os profetas não eram adivinhos e nem mágicos. Eles anunciavam o futuro de acordo com o projeto que tinha para humanidade.
Tinha como missão defender a justiça e a fraternidade; Ensinar como o povo devia viver para cumprir a Aliança que tinha feito com Deus e ajudar o povo a perceber as coisas.
Os profetas tinham coragem para muitas coisas, como, por exemplo, chamar os infiéis para a conversão.
A principal arma dos profetas eram as suas ORAÇÕES, pois mentiam conversas constantes com Deus.
São bastantes perseguidos por sua fidelidade a Javé.
Aqueles que seguem a sua própria vontade são chamados de Falsos Profetas.
Temos na Bíblia os “Livros Proféticos”, que contam tudo isso.
Os profetas Maiores são: Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel.
• Os Profetas Menores São: Baruc, Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias, e Malaquias.
Nos dias de hoje, nós também podemos ser profetas se procuremos sempre viver a vontade de Deus e se mostramos que a única força que temos é a força de Deus.

Atividades
1 – Responda:
a- Para você o que são Profetas?
b – Qual é a missão dos profetas?
c- Cite uma coragem dos profetas:
d – Qual é a principal arma dos profetas? Por que?
e – O que são falsos profetas?
f – O que são Livros Proféticos? Cite exemplos.

g- Como podemos ser profetas nos dias de hoje?
2 – Leia Lc 4, 16 – 20 e complete:
o Profeta é aquele que _____________________ a Boa Nova aos pobres, a libertação aos cativos, aos cegos _____________ e a _____________________ aos oprimidos.

Agora leia essa frase com atenção e responda:

Todo cristão deve ser profeta. Por isso, de agora em diante vou:

Reis

No tempo de Juízes, não havia Reis cada um fazia o que achava correto.
O povo de Israel, vendo que os outros povos tinha um Rei que mandava sobre eles, desejou também ter um. Por isso, pediu a um homem chamado SAMUEL que escolhe se um para eles.
Ungido por Samuel o 1º Rei foi Saul.
O 2º Rei foi Davi.
Depois de Davi, chega ao reinado Salomão( filho de Davi). Construiu um Templo em Jerusalém e construiu palácios.
Dividiu o reino em Reino Norte e Reino Sul.
• Reino Norte: - Israel - 1º Rei - Jeroboão – Não são da descendência de Davi. Praticavam o que era mal oas olhos de Deus.
• Reino Sul: - Judá - 1º Rei - Roboão( filho de Davi) –Eram fiéis a dinastia de Davi.
O povo sofreu muito e voltou à escravidão. Mas Deus não abandonou o seu povo.
Para guia - lós Deus envia os profetas: homens que falava em seu nome.

Atividades
a- Antes de Reis eram:
b- Foi quem ungiu o 1º Rei:
c- Nome do 1º rei:
d- O 2º Rei foi:
e- Salomão construiu em Jerusalém um:
f- Ficou dividido em dois reinos:
2 – Responda com suas palavras:
a- Por que o povo desejava ter um rei?
b- Para você o que é ser um Rei? É bom ou é Ruim?
c- Que era Salomão?
d- Como ficou dividido os Reinos?
e- A divisão do Reino foi bom ou ruim? Por que?
f – Escreva sobre cada reino:
3- Leia no Livro de Samuel 17, 1- 54 a história de Davi e Golias e depois escreva, em uma folha separada e entregue a sua catequista, o que você entendeu.
Não Esqueça: Colocar o seu nome completo e a dos seus catequistas na folha.
Capriche!

Juízes:

O povo libertado por Moisés , depois de escapar do Egito, recebeu os mandamentos e conseguiu chegar à Terra Prometida.
Nesta terra, o Povo começou a viver no meio de outros povos que eram mais fortes e poderosos.
O povo começou a se afastar de Deus, aprendendo os maus costumes desses povos e se esquecendo dos Mandamentos e da Aliança.
Daí o povo começou a ser roubado e explorado.
Para ajudar os israelitas a sair dessa situação, Deus fez surgir JUIZES que, conforme a ocasião, levavam o povo a voltar – se para Ele e a se libertar.
Os JUIZES eram lideres populares, animados por Deus. Tinham muita fé e coragem. Por isso, conseguiram realizar a libertação desejada pelo povo.
O livro de Juizes, no Antigo Testamento, conta história da ação de Deus por meio desses homens , chamado JUÍZES.
Desta forma, vai acontecendo a história do povo:
1- O povo se esquece da lei de Dês e peca.
2- Deus manda um opressor como castigo.
3- O povo chora e se arrepende.
4- Deus suscita um Juiz.
5- O Juiz ajuda o povo.
6- O povo tem paz até a morte do juiz.

Atividades
1- Vamos aprender mais um pouco? Só que agora é na prática.
Quer saber como?
Monte com os seus colegas 04 grupos:
Grupo um: Ler juizes 13
Grupo dois: Ler juízes 14, 1 - 9.
Grupo três: Ler juízes 14, 10 – 20
Grupo quatro: Ler juízes 15, 9 -20
Tudo pronto? Agora caprichem na encenação.
2 -Leia juízes 16, 4- 24 e escreva o que você entendeu:
3 – Responda:
a- O que são os Juízes?
b- O que acontece com o povo quando chega a Terra Prometida?
c- Quem foi o primeiro juiz?
d- Para você o que é a Terra Prometida por Deus?
e- Quem foi Sanção?
f- Qual era o segredo de Sansão?
g- Quais eram os nomes de seus pais?
h- Quem traiu Sanção? O que fez?
i – O que Você achou mais importante na história de JUÍZES?
4 – Escreva o nome de uma ou mais pessoas que você conhece e que podem ser comparas a um juiz: __________________

Aliança – Pacto da Amizade

No terceiro mês, depois da saída do Egito, o povo chegou a um monte chamado Sinai.
Moisés subiu sozinho a montanha e lá Deus falou: “...Se vocês obedecerem ao que estou falando e forem fieis a minha Aliança, vocês serão para mim o povo mais querido entre todos os povos...”
O povo aceitou essa Aliança de amor com Deus.
Esta Aliança foi feita entre Deus e seu povo e, ao mesmo tempo, entre Deus e cada pessoa deste povo.
O homem aceitou a oferta de amor de Deus e prometeu fazer a Sua vontade. Deus deu para o povo uma lei, apresentada nos 10 mandamentos, sinal da Sua Aliança com o seu povo.
Mandamentos – A Lei de Deus – É a indicação do caminho a seguir para chegarmos ate Deus ( Ex. 20).

São estes os dez mandamentos da Lei de Deus:
1º Amar a Deus sobre todas as coisas: devemos amar a Deus porque Ele é bom; porque nos criou e nos ama e porque esta sempre conosco.
2º Não falar seu Santo Nome em Vão: Os hebreus chamaram a Deus de “Javé”. O nome de “Javé” quer dizer o “Emanuel”, o “Deus conosco”, aquele que esta sempre pertinho de nos. O nome é muito importante para as pessoas.
Este mandamento completo o primeiro ele da maior força. Deus é Santo. Merece respeito no seu nome, nas pessoas e nos lugares sagrados a Deus.
3º Guardar Domingos e festas: É a obediência do 7º dia, dia de descanso ou dia de Sábado. Sábado quer dizer “sétimo dia”. Nos costumamos falar em “Santificar os Domingos e os dias de guardas”. O texto da Bíblia diz “lembre-se do dia de sábado para santificá-lo...”
Santificar as festas não é só “assistir” as missas aos domingos. Assim, domingo e dias santos devem servir para oração e para o lazer, para a vida em família e para vida em comunidade.
4º Honra Pai e Mãe: “Honrar significa respeitar, estimar, obedecer e amar” é o que devemos ter para com os nossos pais. Eles formam a família. E na família que você nasce cresce e aprende a se relacionar com os outros. A família e nosso primeiro mundo.
Devemos também ter carinho com as pessoas mais idosas, os doentes, os vizinhos, os professores, os amigos, por que todos eles, e nos também, fazemos parte da grande família de Deus.
5º Não Matar: Devemos respeitar a vida porque ela e a melhor coisa que existe. Deus pede que cuidemos de nossa vida e que respeitemos a vida dos outros, como uma coisa mais importante.
Há vida é o dom mais precioso que Deus nos deu. Devemos respeitar a vida de todos os seres vivos.
6º Não Pecar Contra a Castidade: Este mandamento nos diz que as pessoas precisam se fazer respeitar. Isso e muito importante, pois só através deste respeito nasce o amor de verdade. O amor entre o homem e a mulher deve ser igual ao amor de Jesus por todos nos.
7º Não Furtar: Deus dar lugar para todos nos no mundo; por isso, devemos respeitar as coisas dos outros.
8º Não Levantar Falso Testemunho: Este nos ensina a ter lealdade e sinceridade. Deus não gosta que a gente faça juramento. Não devemos jurar.
A falsidade prejudica os outros e a nos mesmos. Um pecado grave é a Calunia.
Caluniar uma pessoa e falar coisas dela sem saber se são as verdade. A verdade deve ser a base entre o relacionamento entre as pessoas.
9º Não Desejar a Mulher ou Marido dos Outros: Este nos ensina que o casamento precisa ser respeitado. Deus nos pede que sejamos muito responsáveis, amando a família.
Casamento não é uma aventura. Não e para um dia, nem para uma semana.
Quando o esposo e a esposa sem felizes toda a família e feliz. Ele só pode acontecer quando as pessoas se conhecem bem, fazendo crescer o amor, o carinho e a fidelidade entre os esposos.
10º Não Cobiçar as Coisas Alheias:Nos cristãos, devemos trabalhar para ter o que precisamos, sem tirar proveito do que é dos outros. Para que Deus abençoe cada vez mais precisamos não desejar nada do próximo, mas agradecer o que conquistamos; Pois foi pela sua graça.

Atividades:

1 – Responda:

a – Onde foi que Moisés recebeu as Lei de Deus?
b – O que significa Aliança para você. Explique?
c – O que é os mandamentos da Lei de Deus?
d – Os dois primeiros mandamentos falam do nosso encontro Deus e como descobrir e encontrar o verdadeiro Deus. Você pode mostrar o seu amor a Deus amando aos seus irmãos. Como você pode fazer isso?
e – O que quer dizer “Javé”
2 – Escreva abaixo uma oração pela sua família:

3 – Escreva três palavras que indicam:
a – Vida:
b – Respeito à vida:

4 – O mandamento Não Mataras está incluído na frase: Não devemos destruir os sonhos das pessoas. Explique:
5 – Leia a carta de São Paulo a Elíseos 5, do 25-31 e copie a frase que você
achou mais importante:
6 – Leia Ex 16, 16-20. Escreva qual foi a mensagem que você tirou desse texto:
7 – Escreva uma frase sobre a sinceridade:
8 – Na sua opinião, por que a mentira prejudica o mentiroso?
9 – Devemos respeitar as coisas dos outros. Por que não devemos desejar
algo de nossos irmãos?
10 – Qual desses mandamentos, você achou mais importante? Por que?